Broken Sword 5 - the Serpent's Curse

Broken Sword 5 - the Serpent's Curse 1.04

A grande série de aventura retorna no celular

Broken Sword está de volta! A lendária série criada por Charles Cecil no estúdio Revolution Software, que alcançou o auge no gênero point'n'click na década de 90, ganha mais um episódio. Grande novidade para a série, que ainda conserva e respeita a mesma atmosfera clássica dos jogos anteriores. Ler descrição completa

PRÓS

  • Humor dos personagens
  • Animação dos cenários
  • Um universo consistente

CONTRAS

  • Animações 3D
  • Roteiro dividido em duas partes

Bom
7

Broken Sword está de volta! A lendária série criada por Charles Cecil no estúdio Revolution Software, que alcançou o auge no gênero point'n'click na década de 90, ganha mais um episódio. Grande novidade para a série, que ainda conserva e respeita a mesma atmosfera clássica dos jogos anteriores.

Uma Paris idealizada em duas partes

O novo capítulo do Broken Sword 5 - the Serpent's Curse se passa em uma Paris lindamente imaginada e desenhada pelos artistas gráficos. É encantador andar nas ruas francesas e estar ao lado de personagens incríveis, cuidadosamente elaborados para transmitir uma grande sensação de proximidade. Os personagens recorrentes da série participam dando pistas valiosas, como o espetacular inspetor Navet (nitidamente uma caricatura do presidente francês) e sua estupidez proverbial.

Humor é algo nativo de todos capítulos lançados, sempre presente e sólido. Os diálogos e monólogos do personagem principal são sempre um pretexto para piadas geniais. É um dos elementos, além dos visuais, que tornam o jogo uma grande forma de entretenimento - no melhor sentido da palavra.

Se o roteiro, animação e humor são cativantes, a ideia dos criadores em dividir o capítulo em duas partes é a grande parte negativa. A história é incompleta e é encerrada depois de cinco horas jogadas. E é justamente quando a história pega mais ritmo e novas situações vão se desenrolando. Não deixa de ser uma escolha triste, pois fará os jogadores esperarem meses para comprar a próxima parte e ter acesso ao roteiro completo.

Interface clássica para um jogo sem dificuldade

A Maldição da Serpente não inova a estrutura clássica dos adventures. Com o mouse, você aponta para um objeto e examina. Se clicar num personagem, você vai conversar com ele. Nada a mais que o modelo de jogabilidade clássica. Talvez seja problemático para um capítulo curto. Felizmente a narrativa supera os problemas de dificuldade.

Técnicas desiguais

Quando a primeira parte de Broken Sword 5 - the Serpent's Curse saiu, um problema foi constatado imediatamente: os cenários são excelentes (pintados à mão) e as dublagens são ótimas (em francês e na versão original), mas os modelos 3D... Eles apenas atrapalham a fluidez da animação. O defeito é visível na introdução cinematográfica e, infelizmente, atrapalham um pouco o quesito de imersão. Os cenários, mesmo lindos, sofrem do sintoma da "baixa resolução" em versões para tablet.

O retorno de uma série lendária

Broken Sword 5 - the Serpent's Curse tem qualidades imensas. Começando pelo roteiro, a qualidade dos diálogos e monólogos, e o senso de humor. Em contrapartida, existe o lado negativo em dividir o roteiro em dois capítulos e publicar uma série com problemas técnicos de animação. É o tipo de receita para diminuir o interesse pela série. Contudo, a fórmula para agradar os fãs veteranos da série continua em pé. Talvez alguns tenham vontade de olhar para títulos lançados recentemente, como Resonance ou Deponia, mas Broken Sword ainda é uma excelente série.

Broken Sword 5 - the Serpent's Curse

Download

Broken Sword 5 - the Serpent's Curse 1.04